#ConteudoEinformacao

O repórter Ari Peixoto, da TV Globo, se emocionou nesta quinta-feira (1º), durante o “Jornal Hoje”, ao falar sobre a morte do colega Guilherme Marques no acidente com o avião que levava o time da Chapecoense, na madrugada de terça-feira (29).

Marques era repórter da emissora desde 2013 e estava entre os profissionais de imprensa que acompanhavam o clube até Medellín, na Colômbia, onde aconteceria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana.

Peixoto entrou ao vivo no “Jornal Hoje”, direto da Colômbia, para noticiar a identificação pelo Instituto Médico Legal de Medellín dos 71 corpos dos mortos no acidente. Ao mencionar a liberação de dois brasileiros, entre eles o colega, o repórter ficou com a voz embargada. “Não gostaria de dizer isso”, afirmou, antes de concluir a participação. Assista ao vídeo abaixo (a partir de 1’25”).

O jornalista foi consolado pelo apresentador Evaristo Costa. “A gente entende a sua emoção. É a mesma emoção de todos nós, funcionários da TV Globo, de perder um colega.”Os corpos das vítimas brasileiras serão embalsamados em funerárias colombianas para que possam ser transportados ao Brasil. De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, três aviões Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB) estão de prontidão em Manaus para ir buscar os corpos na Colômbia assim que for concluído o processo de embalsamento. Além de brasileiros, há entre os mortos no acidente cinco bolivianos, um paraguaio e um venezuelano.

Da Globo.