#ConteudoEinformacao

Que país é esse?… Corrupção de sobra…

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira dia 30, a Força-Tarefa da Lava-Jato ameaçou renunciar e interromper os trabalhos na operação se o Senado também aprovar o pacote anticorrupção votado na madrugada pela Câmara.

 

“Nossa proposta é de renunciar coletivamente”, frisou Carlos Fernando dos Santos Lima, citando também uma possível sanção da lei pelo presidente Michel Temer como um fato que os faria reagir de forma radical.

 

Mais cedo, um nota divulgada Procuradoria-Geral da República criticou a ação da Câmara, que aprovou o pacote de medidas com uma série de alterações, algumas voltadas ao controle do Judiciário.

 

“O resultado da votação do PL 4850/2016, ontem, colocou o país em marcha a ré no combate à corrupção. O Plenário da Câmara dos Deputados desperdiçou uma chance histórica de promover um salto qualitativo no processo civilizatório da sociedade brasileira”, diz a nota, assinada por Rodrigo Janot, procurador-Geral da República e presidente do Conselho Nacional do Ministério Público.