#ConteudoEinformacao

Um áudio de cerca de 11 minutos, divulgado na tarde desta quarta-feira pela Blu Radio, da Colômbia, revela pedidos insistentes para pousar do piloto do avião que transportava a delegação da Chapecoense no que seria a última conversa que ele teve com a torre de controle do aeroporto José Maria Córdova, em Medellín – ouça acima.

A gravação mostra Miguel Quiroga, que pilotava o Avro RJ85, relatando problema de combustível no avião e pedindo várias vezes para pousá-lo momentos antes do acidente que provocou a morte de 71 pessoas na madrugada de terça-feira. O primeiro pedido é feito logo aos dois minutos da gravação.

No diálogo com o piloto, uma controladora repete várias vezes que o pouso precisaria ser adiado porque uma emergência com outra aeronave – um Airbus da Viva Colombia – estava sendo atendida no aeroporto. Por isso, ela deu ordens para que o avião que transportava o time catarinense desse algumas voltas pela região antes de pousar.

Segundo a controladora informa ao piloto, o avião da Chapecoense estava a 8 milhas do aeroporto – ou seja, a cerca de 13 quilômetros do local de pouso.

A conversa se estende por nove minutos até o pedido final de Quiroga:

– O avião está em falha total elétrica e de combustível.

Depois, o piloto não se comunica mais. Então, alguns controladores começam a chamar pelo piloto por cerca de mais dois minutos, mas não obtêm resposta.

O avião perdeu contato com a torre de comando quando sobrevoava as cidades de La Ceja e Aberrojal, à 0h33 de Brasília, e a queda ocorreu à 1h15 no Cerro El Gordo – segundo informações do aeroporto de Medellín.

A reportagem do GloboEsporte.com está trabalhando na tradução completa do áudio para que ele seja disponibilizado com legendas o mais breve possível.