#ConteudoEinformacao

Em uma coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (16), o secretario de Segurança Pública, Jefferson Portela, afirmou que Paulo Lucas, apontado como o principal suspeito da morte da publicitária Mariana Costa, confessou ter matado a vítima.

Inicialmente, Paulo teria negado qualquer envolvimento com o crime, mesmo diante de uma gravação que mostrava ele saindo apressado do apartamento de Mariana minutos após ela ter sido morta.

De acordo com o secretario, Paulo afirmou que teria afeições pela vítima e que teria ido ao apartamento de Mariana, onde a encontrou sem roupas. O suspeito, então, teria tentado manter relações sexuais com a vítima, que culminou posteriormente no assassinato de Mariana.