#ConteudoEinformacao

​Após rebaixamento para a Série C de 2017, o Sampaio Corrêa  sofreu mais uma derrota no Campeonato Brasileiro Série B. Diante de apenas 432 torcedores pagantes no Estádio Castelão, a Bolívia Querida registrou mais uma atuação sem muito brilho e perdeu por 3 a 1 para o Londrina, na tarde deste sábado (12), pela 36ª rodada da Segundona.

Mesmo jogando fora de casa, o Londrina precisou de apenas três minutos para abrir o placar no Castelão, com o meia Rafael Gava. O Sampaio Corrêa empatou antes do intervalo, com o atacante Thiago Santos, em cobrança de pênalti, mas a equipe paranaense confirmou a vitória no segundo tempo, através de Bruno Batata e Rafael Gava, artilheiro da partida.

Com a derrota diante do Londrina, a 19ª em 36 jogos, o Sampaio Corrêa permanece na última posição da Série B, com apenas 27 pontos, três a menos que o penúltimo colocado Tupi. O Londrina, por sua vez, chegou aos 57 pontos, se manteve na sexta posição e ainda sonha com uma vaga na Primeira Divisão em 2017.

Sem objetivos na reta final da Série B, o Sampaio Corrêa fará o seu último jogo como mandante nesta temporada no próximo sábado (19), às 16h30 (horário de São Luís), contra o Atlético Goianiense, no Estádio Castelão, com transmissão minuto a minuto e cobertura completa do Imirante Esporte. Na mesma data e horário, o Londrina joga as suas últimas fichas pelo acesso em confronto direto diante do Avaí, no Estádio do Café.

O jogo

Diante de um Castelão vazio e um Sampaio Corrêa desmotivado, o Londrina precisou de pouco tempo para abrir o placar: logo aos três minutos, Rafael Gava recebeu passe em profundidade na entrada da área e chutou forte, sem chances para Rodrigo Ramos. O Tricolor tentou uma resposta imediata aos cinco minutos, com Thiago Santos, que aproveitou o bate-rebate na grande área e chutou por cima do gol. Melhor em campo, o Londrina quase ampliou a vantagem aos 14 minutos, com Rafael Gava, que driblou Rodrigo Ramos e finalizou sem ângulo, para fora.

Com a entrada de Hiltinho no lugar de Gustavo Marmentini, aos 18 minutos, o Sampaio Corrêa deu sinais de reação e não demorou a conseguir o empate. Aos 25 minutos, Thiago Santos foi derrubado por Matheus na grande área, e não desperdiçou a cobrança do pênalti. O Bolivão teve a chance da virada aos 32 minutos, em finalização de Diego Lorenzi, que passou perto do gol de Marcelo Rangel. Itamar, aos 36, teve a chance de recolocar o Londrina na liderança do placar, mas parou nas mãos de Rodrigo Ramos.

Londrina abre vantagem no segundo tempo

Assim como na etapa inicial, o Londrina foi ao ataque nos primeiros minutos e rapidamente foi recompensado pela pressão: aos três minutos, Bruno Batata aproveitou um erro da defesa do Sampaio Corrêa e conseguiu uma boa finalização para o fundo das redes. Donato, aos oito minutos, teve a chance de ampliar a vantagem dos visitantes em cobrança de falta, mas a bola bateu no travessão de Rodrigo Ramos e voltou para a grande área.

Depois da pressão inicial do Londrina, o ritmo do jogo caiu no segundo tempo: enquanto os visitantes esperavam um contragolpe, o Sampaio Corrêa atacava sem muita animação e organização. Fernandinho, aos 38 minutos, levantou os poucos torcedores no Castelão com uma boa jogada individual e um chute que passou perto do gol do Londrina. O lance foi o suficiente para acordar o Londrina, que definiu a vitória aos 40 minutos, novamente com Rafael Gava.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Wagner, Mimica e Luiz Otávio; Guilherme Lucena, Diego Lorenzi, Eder Sciola, Gustavo Marmentini (Hiltinho) e Henrique (Felipe); Edgar (Fernandinho) e Thiago Santos: T: Flávio Araújo

LONDRINA: Marcelo Rangel; Igor Bosel, Matheus, Donato e Léo Pelé; Germano, Anderson, Rafael Gava e Zé Rafael (Marcus Vinícius); Safira (Júlio Pacato) e Itamar (Bruno Batata). T: Cláudio Tencati.

Informações do Imirante.