#ConteudoEinformacao Deu ruim pra ela…

Uma candidata que prestava Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) foi detida, no fim da tarde deste sábado (5), após ser flagrada por um fiscal de sala com um celular escondido dentro de um pacote de salgadinho. O caso ocorreu na escola municipal Professora Mariana das Graças da Silva Aguiar, em Capitão Poço (215 km de Belém). A candidata foi eliminada do teste.

Segundo a Polícia Civil, a jovem foi flagrada já nos minutos finais da prova, por volta das 17 horas. Um fiscal suspeitou da postura da jovem, que aparentava nervosismo e olhava com muita frequência para o salgadinho.

Ao abordar a jovem, de 21 anos, ele percebeu que havia um celular dentro da embalagem e acionou a supervisão do exame na escola.

A Polícia Militar foi então acionada e a retirou a jovem do local de prova e a levou à delegacia da cidade, onde foi registrado um boletim de ocorrência.

Para enganar os fiscais, a jovem levou um outro celular, que entregou aos fiscais antes do início da prova –como é obrigatório.

Em depoimento, a candidata disse que tentou ingressar em um curso superior por quatro anos, mas nunca obteve nota suficiente no Enem. Ela teria sido aconselhada por um amigo que teria mais conhecimento que ela a realizar a fraude. À polícia, a jovem não quis passar o nome de quem estaria a ajudando.

A polícia confirmou que, no celular apreendido, havia mensagens de texto com supostas respostas da prova. Mesmo assim, a candidata foi liberada após o depoimento sem pagar fianças. O caso será repassado nesta semana à Polícia Federal, que deve abrir inquérito para investigar a fraude.