#ConteudoEinformacao

O servente Jackson Oliveira, de 22 anos que tentava o Enem pela segunda vez, foi o primeiro candidato eliminado do exame na PUC-Minas. Por volta das 14h30, ele pediu para ir ao banheiro, e a fiscal responsável notou que o participante estava de boné, item proibido pelo regulamento do concurso.

Em um primeiro momento, os fiscais pediram para que ele retirasse o adorno mas, em seguida, Jackson foi realmente eliminado e convidado a se retirar do local.

– Minha namorada está aí dentro, mas não vou esperar. Não quero fazer essa prova nunca mais – queixou-se o servente.

Pouco depois, foi a vez de Erick Gomes, estudante de 20 anos do curso de Contábeis da faculdade privada Newton Paiva. Durante a prova, ao tirar uma blusa se mangas compridas que usava por cima de uma camiseta, ele percebeu que estava de relógio  e achou melhor avisar ao fiscal pelo descuido.

A reação do funcionário foi eliminar o candidato. Erick tentava o exame pela terceira vez almejando estudar na UFMG.