#ConteudoEinformacao

No processo de reestruturação que está em andamento com o aval do Palácio do Planalto, o Banco do Brasil decidiu que não mais financiará imóveis por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, devido ao elevado nível de inadimplência e ao retorno muito baixo. A meta do BB é deixar essas operações para a Caixa Econômica Federal, que tem estrutura melhor para lidar com o público de baixa renda.

No crédito imobiliário, o BB se concentrará em financiamentos para a classe média e para o público de alta renda, considerados menos arriscados. O BB, inclusive, extinguiu a diretoria de Crédito Imobiliario. Concentrou todas as operações na diretoria de Empréstimos e Financiamentos.

A entrada do BB no Minha Casa, Minha Vida foi uma determinação dos governos petistas. Fazia parte de um pacote chamado Bom para todos, que embutia crédito facilitado e que reduziu drasticamente a rentabilidade do banco, hoje de menos da metade da observada entre os gigantes privados.