​#ConteudoEinformacao

A coordenação jurídica da campanha de Eliziane Gama (PPS-23) ingressou na tarde desta segunda-feira com um pedido de investigação na Polícia Federal para apurar montagem maldosa, divulgada na última sexta-feira (09) de que a popular socialista teria desistido da candidatura.

O conteúdo falso foi divulgado em massa através do WhatsApp e redes sociais, e causou perplexidade e dúvida no eleitorado de São Luís. O proprietário do blog negou a autoria da publicação e informou que também ingressará com pedido para a Polícia Civil do Maranhão investigar o caso.

A candidata Eliziane Gama entende que a apuração dos fatos é a melhor saída, para a garantia de uma eleição justa. “A onda de mentiras com matérias mentirosas, pesquisas forjadas e montagens está aí, mas nós continuamos com a verdade. E é assim que venceremos esta eleição. No dia 2 de outubro a consciência do povo será mais forte. A verdade irá aparecer nas urnas”, defendeu Eliziane.

O advogado da campanha de Eliziane Gama, o ex-juiz Márlon Reis – conhecido por ser autor da Lei da Ficha Limpa – afirmou que as investigações são necessárias para que a verdade prevaleça.

“É preciso manter as eleições dentro dos limites da legalidade para que os eleitores possam decidir com liberdade. Com essa providência estamos defendendo a qualidade do processo eleitoral, que não pode ser influenciado por práticas ilícitas”, afirmou.

Com informações de O Imparcial.