#ConteudoEinformacao

A partir de amanhã (06), os bancários de todo o Maranhão iniciam uma greve geral. A decisão foi tomada durante uma assembleia realizada pela categoria na quinta-feira, dia 1º, na sede do Sindicato dos Bancários do Maranhão, localizado na Rua do Sol. O manifesto segue um movimento nacional. Durante o tempo em que se estender a greve, os clientes não poderão fazer as transações no caixa ou consultar a gerência, por exemplo. O serviço de abertura de novas contas também ficará suspenso. Apenas os serviços feitos por meio dos caixas eletrônicos estarão disponíveis.

Entre as principais reivindicações da categoria estão reajuste salarial de 14,78%, sendo 5% de aumento real e 9,31% de correção da inflação, participação nos lucros e resultados de três salários mais R$ 8.297,61, piso salarial de R$ 3.940,24, vales­alimentação, refeição, décima­terceira cesta e auxílio­creche/babá no valor do salário ­mínimo nacional (R$ 880), 14º salário, fim das metas abusivas e assédio moral, fim das demissões, ampliação das contratações, combate às terceirizações e à precarização das condições de trabalho, mais segurança nas agências bancárias e auxílio educação.

A proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) é de reajuste de 6,5% mais R$ 3 mil de abono para os trabalhadores. O Comando Nacional dos Bancários diz que essa proposta representa perda real de 2,8% (ao se descontar a inflação de 9,57%).

Os bancários entregaram a pauta de reivindicações no dia 9 de agosto. Já foram discutidos os temas emprego, saúde, segurança e condições de trabalho, igualdade de oportunidades e remuneração. A data base da categoria é 1º de setembro e a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) tem validade nacional. Em todo o país, são cerca de 512 mil bancários.

Quase todos os serviços ofertados pelos bancos, com exceção dos caixas eletrônicos, ficarão suspensos enquanto as agências estiverem. Entretanto, o pagamento das contas do dia a dia, como alugueis, contas de água, luz, telefone, celular, licenciamento de veículos, renovações de seguros em geral, pagamento de financiamentos e empréstimos e a Inspeção Ambiental Veicular podem ser feitos nos correspondentes bancários, como as casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados.

A quitação dos principais tributos federais podem ser pagos por meio dos canais alternativos, como os caixas eletrônicos e rede 24 horas, pelo internet banking, pelo telefone do banco e ainda no correspondente.