#ConteudoEinformacao

A Seleção Brasileira feminina entrou em campo para enfrentar a África do Sul nesta terça-feira na Arena da Amazônia, pelo Grupo A das Olimpíadas, já classificada e poupando seis titulares – entre elas a craque Marta e experiente Formiga – além de Cristiane, machucada. Depois de um insosso primeiro tempo, Marta entrou em campo, mas o resultado ficou inalterado e o 0 a 0 decepcionou o excelente público.

Apesar do empate, o Brasil terminou em primeiro lugar no Grupo A, com sete pontos e enfrentará nas quartas de final a seleção da Austrália, na sexta-feira, às 22h (de Brasília) no Mineirão. A África do Sul fez seu primeiro ponto e está eliminada.

Embora tivesse boas chances no primeiro tempo, num chute de Tamires que Barker mandou para escanteio e em uma bomba de Debinha na trave, o Brasil encontrou dificuldades para o arremate, já que a África do Sul esteve sempre bem fechada, com duas laterais que não saíam e fechando o miolo com três apoiadoras. Mesmo trocando bem a bola, ficava claro que o time sentia as muitas ausências, com Andressa Alves sendo a principal articuladora, mas sem muita inspiração ao buscar espaços.

A torcida manauara fazia a parte dela, aplaudindo as jogadoras e entrando em delírio sempre que Marta, no banco, era filmada e aparecia no telão.

A África do Sul não era só retranca. Tentava ligações diretas e por muito pouco não fez um gol com Kgatlana. Não rolou porque a goleira Aline foi corajosa numa saída de gol.

No segundo tempo o Brasil voltou com Marta no lugar de Tamires. A camisa 10 se movimentou, manteve o time sempre no ataque, teve uma grande chance, mas a Seleção Brasileira seguiu com pouca inspiração e mais uma vez levou um susto quando Kgatlana chutou e Aline fez a defesa mais bonita do jogo.

No fim, a África do Sul cansou, o Brasil teve quatro chances, a melhor com Fabiana, mas a bola não entrou. Porém, por causa de seu espírito de luta, o time foi aplaudido pela torcida.