#ConteudoEinformacao

Criminoso tenta fazer o raspa em uma casa na avenida 69, no bairro do Maiobão.

O meliante identificado como Arnaldo de Jesus Santos Almeida, o Baixinho, de 36 anos, que se passava como pedreiro, aterrorizou ontem uma vendedora de joias, identificada como Josiane de Jesus Mendes, na Avenida 69 do bairro Maiobão, em Paço do Lumiar. Segundo a polícia, o criminoso tentou matar a golpes de faca a dona da casa para roubar as joias, mas acabou preso e vai responder pelo crime de tentativa de homicídio.

A delegada Maria Eunice, da delegacia de Polícia Civil do Maiobão, disse que o criminoso trabalhou como pedreiro na residência da vítima e ficou sabendo que ela vendia produtos da Romanel. Na manhã de ontem, ele voltou ao local, teve acesso à parte interna da casa e descobriu que a vendedora mora somente em companhia de uma filha, que dormia trancada em seu quarto.
O criminoso aproveitou o momento de distração da vítima, pegou uma faca na cozinha e anunciou o assalto. Josiane de Jesus não se intimidou e lutou com o assaltante, mas mesmo assim levou vários golpes de faca, principalmente nos braços, nas pernas e nas costas.

A filha da vítima, ao escutar os gritos de socorro, saiu do quarto e ajudou a mãe a expulsar o bandido da sua residência. Em seguida, chamaram imediatamente a polícia. Guarnições do 13º Batalhão da Polícia Militar foram acionadas, realizaram rondas pelo bairro e encontraram o bandido na Avenida 14 do Maiobão.

Ele foi levado para a delegacia do bairro e autuado. Ficou constatado que havia um mandado de prisão em aberto contra ele e que tinha passagem pela Justiça pelos crimes de estelionato, estupro e assalto. Josiane de Jesus foi levada para a Unidade Mista de Saúde do Maiobão, onde foi medicada e logo depois liberada.

Ela ainda ontem compareceu à delegacia, onde registrou a ocorrência. A delegada disse que o detido também vai responder pelo crime de tentativa de homicídio e será encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. “O cidadão de bem deve ter o máximo de cuidado na hora de convidar uma pessoa estranha para ter acesso a sua residência”, afirmou a delegada.