Relatório final será lido nesta terça na comissão de impeachment do Senado

#ConteudoEinformacao

Com o encerramento, hoje (1º), do recesso branco no Congresso Nacional, o Senado inicia a semana com o processo de impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff como uma das prioridades. Hoje é o último dia para que o relator da Comissão Especial do Impeachment, senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), conclua seu relatório que dirá se a denúncia por crime de responsabilidade contra Dilma é procedente ou não e se ela deve ser levada a julgamento final. A leitura do parecer na comissão e a vista coletiva estão marcadas para amanhã (2).

O cronograma da comissão prevê que a discussão do parecer seja feita na quarta-feira (3) e a votação na quinta-feira (4). Se for aprovado na comissão, o texto seguirá para o plenário, onde deverá ser lido na sexta-feira (5) e votado na terça-feira, 9 de agosto. Esse rito será presidido pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandovski.

É necessária maioria simples de votos para que o processo prossiga para sua última etapa. O julgamento do impeachment, que decidirá se Dilma será ou não afastada definitivamente, deve acontecer no fim de agosto. De acordo com o STF, o julgamento final começará no dia 29 de agosto e tem previsão para durar uma semana.

Com a leitura do relatório de Anastasia, na terça-feira (2), os partidos que apoiam a presidenta afastada Dilma Rousseff devem apresentar voto em separado em defesa do mandato da petista. O instrumento é apresentado quando algum parlamentar não concorda com o conteúdo do relatório oficial.

Pauta do plenário

Na primeira semana após o recesso parlamentar, o Senado deve votar o projeto que aumenta os salários da Defensoria Pública da União. Também constam da pauta do plenário a discussão de novos benefícios trabalhistas e sociais para agentes comunitários de saúde e a análise da proibição do aumento das despesas de pessoal no último ano do mandato.

Um projeto em regime de urgência na pauta do plenário é o que fixa o limite global para o montante da dívida consolidada da União. O texto atende a uma determinação da Lei de Responsabilidade Fiscal de fixar limites que devem ser implementados em 15 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s