​#ConteudoEinformacao

O Moto Club iniciou bem a sua trajetória no mata-mata do Campeonato Brasileiro Série D. Em partida disputada na tarde deste domingo (31), no Estádio Castelão, pela segunda fase da competição nacional, o Rubro-Negro perdeu muitas chances de gol, mas conseguiu derrotar o Águia de Marabá por 1 a 0 e abrir vantagem na briga por uma vaga nas oitavas de final da Quarta Divisão. Com o triunfo diante da equipe paraense, o Rubro-Negro completou sete jogos de invencibilidade na Série D.

Melhor em campo desde os primeiros minutos, o Moto Club abriu o placar aos 18 minutos: após cruzamento de Marco Goiano, os atletas do Águia de Marabá se atrapalharam na defesa, e o centroavante Danilo Galvão marcou gol contra. Depois disso, o Papão intensificou a pressão e teve várias oportunidades para ampliar o placar, mas sem sucesso.

Com a vitória por 1 a 0, o Moto Club se garante nas oitavas de final da Série D com qualquer empate ou uma nova vitória na segunda partida contra o Águia de Marabá, que será disputada no próximo domingo (7), às 16h, no Estádio Zinho de Oliveira. Os donos da casa precisam de uma vitória por dois gols de diferença para avançar, já que uma vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis e qualquer outro triunfo por um gol de diferença classifica o Moto, pelo critério dos gols fora de casa. Quem avançar nesta série, enfrenta Juazeirense (BA) ou São Raimundo (PA) nas oitavas de final.

O jogo

Contando com o apoio da torcida, o Moto Club pressionou o Águia de Marabá no primeiro tempo e abriu vantagem logo aos 18 minutos, graças ao gol contra de Danilo Galvão, que tentou afastar levantamento de Marco Goiano e desviou contra a própria rede. O Águia ainda sofreria outro duro golpe no primeiro tempo, com a expulsão do zagueiro Bernardo.

Com um jogador a mais e disposto a ampliar a vantagem na série, o Moto Club passou o segundo tempo no campo de ataque, enquanto o Águia de Marabá se fechou na defesa e não ameaçou mais o Rubro-Negro. O Papão lutou, mas esbarrou em uma boa atuação do goleiro Bruno Colaço e teve que se contentar com a vantagem mínima no Castelão.

Com informações do Imirante.com